Notícias

Seminário Bicentenário de Marx debate "nova consciência" e movimentos sociais

Cezar Xavier Publicado em 10.05.2018

O educador Dermeval Saviani e a socióloga Andréia Galvão são os conferencistas da mesa coordenada pela historiadora Flávia Calé. A nova consciência marxista do mundo é o tema de Saviani, enquanto Andréia levanta as conexões possíveis entre movimentos sociais e o pensamento marxista.

O evento, que também comemora dez anos da Fundação Maurício Grabois, começa às 9h e prossegue até as 20h30, no Novotel Jaraguá, Centro de São Paulo (Rua Martins Fontes, 71).

 
Dois lançamentos editoriais durante o Seminário Bicentenário Marx

As exposições e os debates do Seminário irão focar a atualidade do marxismo para a interpretação e transformação do mundo na contemporaneidade, e abordarão também a trajetória da vida deste que é um dos maiores pensadores desde os tempos modernos. No evento será lançado o livro Desbravar um mundo novo no século XXI, de vários(as) autores(as), editado pela Anita Garibaldi e pela Fundação Maurício Grabois, e também a inédita biografia de Marx: Karl Marx e o nascimento da sociedade moderna, Biografia e desenvolvimento de sua obra, por Michael Heinrich. 

 

14h00: Segunda Mesa

Marxismo: uma nova consciência do mundo. Marxismo e movimentos sociais

Expositores: Dermeval Saviani, professor emérito da Unicamp; Andréia Galvão, professora de Ciência Política da Unicamp

Coordenação: Flávia Calé, mestranda em História pela USP

 16h45: Encerramento

Dermeval Saviani é professor emérito da UNICAMP, pesquisador emérito do CNPq, coordenador-geral do Grupo Nacional de Estudos e Pesquisas História, Sociedade e Educação no Brasil (HISTEDBR) e professor titular colaborador pleno do Programa de Pós-Graduação em Educação da UNICAMP.

Andréia Galvão é formada em Ciências Sociais pela Unicamp, com mestrado em Ciência Política (1996) e doutorado em Ciências Sociais (2003), defendidos na mesma instituição. Entre 2004 e 2008, foi professora substituta do Departamento de Ciência Política daquela universidade e entre julho de 2008 e julho de 2009, foi professora de Sociologia da Unifesp/Guarulhos. Em julho de 2009, reincorporou-se ao Departamento de Ciência Política da Unicamp, onde é vinculada ao programa de pós-graduação em Ciência Política, área Trabalho, movimentos sociais, cultura e política , integrando a linha de pesquisa Trabalho, sociedade e ação política. Suas pesquisas tratam das relações de trabalho e da ação sindical, sobretudo no Brasil. A atuação dos movimentos sociais latino-americanos vem, no período recente, constituindo um novo foco de interesse.